10.15.2016

Paz.

É uma manhã daquelas...
O amor entrou, cadenciou e fez morada.

Você agradece.

Feito pluma anda do quarto pra cozinha, com o café pra sala e da sala se instala no sofá usando de almofada a sua predileção: o colo com nome e sobrenome.

Suspira com o pensamento certeiro: a leveza vem de ser feliz.

Agradece o infinito.

Construiu de amor e carinho uma casa dos sonhos.
A invenção que nunca se esvairá em pó.

Você quis e conseguiu.
O amor venceu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

24/05 - coração cantou.